Ajude seu filho a aprender, e não só a ser aprovado

Içami Tiba

Psiquiatra, educador e conferencista. Escreveu “Quem Ama, Educa! Formando Cidadãos Éticos” e mais 22 livros.

O fim de ano escolar chegou, trazendo resultados para nossos filhos/alunos. Há dois resultados a ponderar: aprovação escolar (que vale mais agora) e aprendizagem (que vale para a vida). Há pais que se contentam com aprovação sem verificação do aprendizado. Ninguém gosta de ser reprovado. A dependência é um recurso dos reprovados. Pais sabem se seus filhos aprenderam ou não. Quem aprendeu é aprovado mas quem não aprendeu também pode ser. Basta “colar” ou praticar o método do “decoreba” para a prova. Portanto, o melhor caminho para não ser reprovado é o aprendizado.

Se não for aprovado, mesmo que possa sobreviver, o filho não terá uma qualidade de vida que teria se concluísse os cursos. Quanto maior a capacitação profissional, melhores serão os seus ganhos. Dinheiro é energia de vida. Assim, é necessário descobrir o erro que levou à reprovação. Não é errando que se aprende, mas corrigindo o erro. Conhecendo o caminho da aprendizagem, a construção do conhecimento, fica mais fácil aprender.
Vou passar a você – pai, professor, educador em geral – as 6 etapas da construção do conhecimento. Estas lhe chegarão como informações e espero que você as transforme em conhecimentos para ajudar seus aprendizes:

Conhecimento, cada um constrói o seu. Ninguém o faz por você. Estas etapas lhe chegam como informações. Eis as etapas:

1. RECEBER estas etapas dentro de si, isto é, fazê-las chegar até o seu cérebro pensante;

2. APROVAR o que recebeu pois, se reprovar, este processo pára aqui.

3. ASSIMILAR o que aprovou, incluindo-as no corpo do conhecimento já existente.

4. AVIVAR o que assimilou, dando-lhe destaque e significado afetivo como a um celular, muito desejado, que um jovem ganha.

5. EXPERIMENTAR o que avivou. É colocá-la em ação pela primeira vez.

6. PRATICAR é repetir muitas vezes o que experimentou. A prática é a mãe da sabedoria, que uma vez atingida, passa a fazer parte do seu corpo do seu conhecimento. Você nem precisa racionar mais, porque o conhecimento vem automaticamente embutido nas suas ações.

Ninguém nasce sabendo. Tudo é aprendido. O que as pessoas têm dentro de si, um dia esteve fora. Nascemos é com um potencial infinito de aprendizagem. O que os pais podem fazer para o filho aprender é matriculá-lo em escola com bons professores e acompanhar os filhos para que estudem todos os dias. Não existe falta de tempo para isso para quem tem celular.
Os pais têm que cobrar do filho que ele estude diariamente a matéria recebida através de um torpedo contendo uma frase que resuma com suas próprias palavras o conteúdo estudado. Colocando os estudos como uma obrigação, como o pai tem com o trabalho, através do qual sustenta a família, o filho que não cumprir esta parte perde qualquer privilégio como sair no final de semana, assistir TV, usar o computador etc.
Para o filho, esta frase é a 5ª etapa, a fase da experimentação prática do conteúdo assimilado. Se o filho registrar esta frase em outro arquivo, no final do mês terá o resumo do mês. Se ocasionalmente praticar, isto é, refletir sobre as diversas frases feitas, ele estará preparado para fazer a prova. Este esquema deve ser aumentado nas matérias que ele tiver dificuldade, sem sem relaxar com aquelas que tiver facilidades. Não há provas escolares que resistam ao saber.

Anúncios

2 Respostas to “Ajude seu filho a aprender, e não só a ser aprovado”

  1. Daniele Estefania outubro 30, 2013 às 5:57 pm #

    O que mais presenciamos hoje , são pais que não estão preocupados com o desempenho escolar de seus filhos, não se preocupam se realmente eles aprenderam os conteúdos ensinados em sala de aula, o que realmente tem valor é não repetir de ano. muitos pais não tem a preocupação de se quer abrir um caderno de seus filhos e ir a uma reunião de escola. Artigo apresenta estrategias que podem ser adotados pelos pais para acompanharem a vida escola de seus filhos, utilizando o recurso da tecnologia assim não ha desculpas para essa omissão, que muitas vezes é gerada por motivo de trabalho.

  2. Joelma Maia dezembro 3, 2013 às 6:31 pm #

    É visível a melhora do desempenho nos alunos que possuem pais presentes em seus estudos, mas infelizmente hoje as famílias estão se omitindo deixando a educação das crianças na responsabilidade somente das escolas e dos professores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: