Arquivo | novembro, 2012
Imagem

Circuito Acadêmico 2012, grande encontro do conhecimento do Unibh, nos dias 28, 29 e 30 de novembro 2012

30 nov

Anúncios

Participação do curso de Pedagogia do Unibh no II Circuito das Profissões, realizado na Escola Estadual Manoel Soares do Couto, em Venda Nova!

30 nov

Livro fresquinho da equipe de Português – Língua estrangeira da UFMG.

28 nov

Veja o livro fresquinho da equipe de Português – Língua estrangeira da UFMG, “Português. Língua Adicional. Ensino e Pesquisa”, publicado com a Profa. Idalena Parabéns, professora!

O capítulo está na página 107 foi escrito pela professora: ” A ortografia nas aulas de português língua adicional”. A ortografia é o seu objeto de estudo tanto na formação de professores (FAE), quanto no trabalho com o português como língua estrangeira.  O seu trabalho no doutorado é com fonologia (variação vocálica no português do Brasil)

Ranking mundial coloca Brasil nos últimos lugares em educação

28 nov

Tidas como `super potências` da educação, a Finlândia e a Coreia do Sul lideram o ranking, e na sequência figura uma lista de destaques asiáticos, como Hong Kong, Japão e Cingapura. Alemanha, Estados Unidos e França estão em grupo intermediário, e Brasil, México e Indonésia integram os mais baixos. O Brasil ficou em penúltimo lugar em um ranking global de educação que comparou 40 países levando em conta notas de testes e qualidade de professores, dentre outros fatores.Em primeiro lugar está a Finlândia, seguida da Coreia do Sul e de Hong Kong. Os 40 países foram divididos em cinco grandes grupos de acordo com os resultados. Ao lado do Brasil, mais seis nações foram incluídas na lista dos piores sistemas de educação do mundo: Turquia, Argentina, Colômbia, Tailândia, México e Indonésia, país do sudeste asiático que figura na última posição. Os resultados foram compilados a partir de notas de testes efetuados por estudantes desses países entre 2006 e 2010. Veja como ficou o ranking Pearson-EIU:http://mail.uol.com.br/main/message?uid=MTEzMDk5&folder=INBOX&externalAcc=&link_security=0&msg_flagged=false&show_msg_header=1#materia8

Comentários de alunas

Responses to “Ranking mundial coloca Brasil nos últimos lugares em educação”

  1. Rayane Says:
    novembro 30th, 2012 at 21:04 editMudanças profundas só acontecerão quando a formação dos professores deixar de ser um processo de atualização, feita de cima para baixo, e se converter em um verdadeiro processo de aprendizagem, como um ganho individual e coletivo, e não como uma agressão.

    Frente aos dados, muitos podem se tornar críticos e até se indagar com questões a respeito dos avanços, concluindo que “se a sociedade muda, a escola só poderia evoluir com ela!”. Talvez o bom senso sugerisse pensarmos dessa forma. Entretanto, podemos notar que a evolução da sociedade, de certo modo, faz com que a escola se adapte para uma vida moderna, mas de maneira defensiva, tardia, sem garantir a elevação do nível da educação.

  2. Aline Says:
    dezembro 2nd, 2012 at 20:29 editEssa é a nossa realidade. E infelizmente permanecemos calados e não fazemos nada para melhorar a educação no país. A mudança efetiva só acontecerá quando todos os brasileiros se indignarem com essa situação e cobrarem de nossos governantes medidas efetivas e investimento para alcançarmos uma educação de qualidade. Não adianta, nos cursos de formação de professores, serem discutidas medidas para amenizar as diferenças e preencher lacunas que a anos estão descobertas. A atitude de mudança tem que começar de cima, do poder, para a sociedade. E com um plano de educação efetivo e investimento, necessário para a formação de uma base concreta, resolveremos todos os problemas futuros e ainda poderemos corrigir alguns antigos. Mas, muitos deles já se tornaram irreversíveis.

Sexto período esteve na palestra das Profas. Carla Coscarelli e Ana Elisa Ribeiro

26 nov

A turma de do sexto período de Pedagogia, da disciplina de Intervenção Pedagógica e Tecnologias, ministrada pela Profa. Marianela, esteve na palestra de Letras em Movimento: Cultura Digital e Educação Digital. Qual o grau de tensão que existe entre culturas diferentes, como a impressa e a digital? O que pode ou não pode no digital? O que mudou de uma cultura para a outra? O que a democracia ganhou como o digital? Esses e outros questionamentos foram trabalhados ao longo da palestra.

Quando a escola não ensina

26 nov

Uma camada cada vez maior de brasileiros completa o ciclo da Educação Básica, mesmo assim, persiste a parcela de estudantes que não consegue alcançar habilidades rudimentares de leitura, escrita e cálculo matemático. Como eles conseguiram chegar ao ensino médio?

Como 8% dos alunos chegaram ao ensino médio analfabetos e o que a escola e os professores podem fazer para ajudá-los.

http://revistaeducacao.uol.com.br/textos/187/quando-a-escola-nao-ensina-273079-1.asp

Professor Rivadia, reitor do Unibh, foi eleito, entre dez, o melhor professor de negócios do mundo!

25 nov

O Reitor do UniBH, Rivadávia, foi considerado um dos melhores professores de negócios do mundo, pela revista “The Economist”. A partir de então, está ocorrendo uma votação entre os eleitos pela revista, para se escolher quem será o “Best Business Professor of the Year”. Rivadávia é um exemplo de professor que tem como foco legítimo o desenvolvimento pleno de seus alunos. Ele ficou em primeiro lugar, entre 10, como o melhor professor!

Conheça mais sobre o professor no vídeo abaixo:

http://www.minasmarca.com/web/index.php/2012/11/reitor-do-unibh-e-eleito-melhor-professor-de-negocio-do-mundo-pela-revista-the-economist/