Arquivo | novembro, 2011

Comente, regue o blog…

27 nov

Anúncios

Cup cake e as crianças: mais do que uma aula de culinária

27 nov

Brincando com o Cup cake, vc ensina a contar, a misturar, a diferenciar líquidos e sólidos, a trabalhar com decoração e arte e ainda aprende a lidar com deliciosos sabores

http://tvuol.uol.com.br/#view/id=cup-cake-para-o-dia-das-criancas-04023272DCC14366/mediaId=348792/date=2009-10-12&&list/type=search/q=ganache/edFilter=all

Seminário gratuito sobre inclusão das pessoas com deficiência e reabilitados

25 nov

A falta de conhecimento da sociedade em geral sobre as deficiências, as leis e as potencialidades das pessoas com deficiência e reabilitados torna-se um grande entrave à inclusão educacional e profissional desse público. Para refletir e buscar soluções sobre esse assunto, o Senac Minas convida educadores, empresários, profissionais de RH, estudantes e sociedade em geral a participar da terceira edição do seminário O papel da educação e o mercado de trabalho para pessoas com deficiência e reabilitados. O evento, gratuito, será realizado no dia 2 de dezembro, das 8h às 17h, na Faculdade Senac. O endereço é Rua das Paineiras, 1300, Cidade Jardim Eldorado, Contagem (MG).

Em pauta/ Palestrantes renomados abordarão as seguintes temáticas:
• O que mudou na Lei de Cotas / • Tecnologia Assistiva/ • O Desafio da Educação Inclusiva e o Papel do Educador
• Seleção de Pessoas com Deficiência – Cuidados para um Processo de Sucesso/ Inscrições As inscrições, gratuitas, são realizadas pelo telefone 0800 724 4400. Vagas limitadas.

Programa Senac de Acessibilidade
Consciente de seu papel social, o Senac, junto a órgãos e entidades do poder público, desenvolve o programa Senac de Acessibilidade promovendo várias ações para a inserção das pessoas com deficiência na área educacional e no mercado de trabalho. Clique aqui e saiba mais.

Enviado pela aluna Gabriela (PDM6)

Cineducação

24 nov

“Os incompreendidos”, obra do diretor François Truffaut, foi a escolha para o Cineducação, cineclube do Curso de Pedagogia, realizado no dia 18 de novembro pelo Laboratório de Pedagogia e pela coordenação do curso. O filme, sugerido pela professora Maria Therezinha Nunes, foi o primeiro longa metragem de Truffaut, abordando, na Paris da década de 50, a vida de um adolescente incompreendido pela família e com dificuldades para se adaptar a uma escola tradicional e autoritária. Sem diálogo e motivação, ele começou a cometer pequenos delitos, sendo enviado para um “reformatório”.

Após a exibição, o debate, realizado pelos professores Maria Lúcia Ferreira e Ronaldo Campos, foi uma oportunidade para refletir sobre o papel do pedagogo, da família e da sociedade e suas influências na formação de todo e qualquer jovem. Embora a produção seja de 1959, a obra foi apontada pelos debatedores como atual, por retratar temas que afligem nossa sociedade, merecendo uma ampla relfexão.

Especialistas apontam principais erros dos pais na educação financeira dos filhos

24 nov

Para a educadora financeira Cássia D’Aquino, o principal equívoco é achar que a criança não precisa ser educada sobre o tema.

“É um erro atribuir a responsabilidade da educação financeira à televisão, aos amigos ou à publicidade. Quem realmente interfere e estimula os filhos, em todos os aspectos, são os pais”, diz.

O consultor financeiro Gustavo Cerbasi, que acaba de lançar o livro “Pais inteligentes enriquecem seus filhos” (Editora Sextante), afirma que os pais erram, por exemplo, quando deixam de envolver as crianças nas decisões financeiras da família.

Copie e clique

http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/redacao/2011/11/24/especialistas-apontam-os-principais-erros-cometidos-pelos-pais-na-educacao-financeira-dos-filhos.jhtm

Biblioteca online de Fernando Pessoa

22 nov

http://casafernandopessoa.cm-lisboa.pt/index.php?id=6433

Comentário da aluna do PDN6 no post sobre “Educação financeira se aprende em casa e na escola”

20 nov

One Response to “Educação financeira se aprende em casa e na escola”

  1. Renée Says:
    novembro 19th, 2011 at 10:29 É papel da escola dar ao aluno condições para se inserir no meio social. A conscientização das crianças em torno do uso do dinheiro fará com que elas possam escapar futuramente da sedução do marketing e da mídia pelo consumismo desmedido. As diversas formas de acesso a este consumismo através de financiamentos, empréstimos e parcelamentos a perder de vista, geram a ilusão de poder que pode culminar no descontrole total das finanças.