Archive | setembro, 2012

Quantas atividades legais!

29 set

Acesse o site

http://revistaescola.abril.com.br/blogs/coordenadoras/

  1. tyciane Says:
    outubro 4th, 2012 at 14:30 editMuitas atividades para serem trabalhadas na sala de aula ..bacana !

Quantas atividades legais!

29 set

Acesse o site

http://revistaescola.abril.com.br/blogs/coordenadoras/

  1. tyciane Says:
    outubro 4th, 2012 at 14:30 editMuitas atividades para serem trabalhadas na sala de aula ..bacana !

Pedagogia e a visita de Mário Lacerda ao Unibh

28 set

Marcio recebeu das mãos da aluna do 4° período de Pedagogia do Uni-BH, Karina Carneiro Elian, a carta de reivindicações elaborada pelos alunos, e parabenizou os estudantes pela iniciativa.

O prefeito falou também sobre o projeto de educação no trânsito que começou a ser executado neste ano, promovendo sua primeira ação no entorno do Mercado Central. A iniciativa incentiva o respeito aos pedestres e será levada a partir do próximo mês para outras vias da cidade. E destacou outra importante medida de segurança, o videomonitoramento. “Vamos instalar 600 câmeras de videomonitoramento em vários locais de Belo Horizonte. Podemos estudar a possibilidade de colocar algumas perto do Uni-BH”, afirmou.

Acesse o link

Enviado pela Profa. Verônica

Curso de Pedagogia e Feira de Cultura em uma escola no bairro Sion

27 set
Alunos do 5ºp do curso de Pedagogia participam de Feira de Cultura no Sistema Educacional Primeiros Passos.
Como proposta das disciplinas de Literatura Infantil e Juvenil e de Ludicidade e Educação, os alunos do 5º período realizaram atividades de contação de histórias, em uma feira de cultura que aconteceu sábado, 22 de setembro, em uma escola de educação infantil, no Bairro Sion.  Durante o evento os alunos vivenciaram situações reais de atividades lúdicas realizadas em escolas que envolvem a literatura e , ainda, puderam levar os conteúdos da sala de aula para a prática.

Espaço TIM do Conhecimento

26 set

No dia 22/09/2012 as alunas do PED2BN visitaram o Espaço TIM do Conhecimento, como atividade da Disciplina Ciências: Fundamentos Teóricos e Metodológicos, professora Dayse de Fátima Silva.

O Espaço TIM UFMG do Conhecimento é um espaço de divulgação científica e cultural criado para aproximar a população do conhecimento, por meio de recursos tecnológicos e audiovisuais, de maneira lúdica e interativa. Um museu onde nada é estático: é dinâmico, em constante transformação e movimento, assim como o conhecimento. Além disso, conta com um planetário de última geração, que exibe filmes ligados à astronomia e um terraço astronômico com sessões apresentadas por especialistas.

A exposição se inicia no quinto pavimento, com a instalação O Aleph, onde é simulada uma grande escada que se dirige ao infinito, atrás da qual se pode ver um ponto luminoso que encerra a visão de tudo o que existe. Fazendo uma referência ao conto homônimo de Jorge Luís Borges, a instalação trata da busca ilusória pela totalidade do conhecimento, através do acesso a um arsenal de imagens capaz de abarcar simultaneamente todas as coisas do mundo.Após O Aleph, a mostra segue nos três outros pavimentos do edifício, desenvolvendo três subtemas: Origens, Vertentes e Águas.

A turma PED2BN também como atividade das disciplinas Geografia e História: Fundamentos Teóricos e Metodológicos, professora Dayse de Fátima Silva e professora Verônica C. de A.e S. de Barros Figueiredo fez uma visita orientada à Rua da Bahia que mantém o brilho dos primeiros tempos e ainda traduz espírito sociocultural da cidade.Nasceu para ligar o centro comercial( Praça da Estação) ao centro administrativo(Praça da Liberdade) da primeira cidade planejada do período republicano, continua servindo de inspiração para variadas criações.

http://www.google.com.br/imgres?q=espa%C3%A7o+tim+do+conhecimento

Escola integrada: EDUCA E SOCIALIZA

26 set

Aumentar a carga horária escolar pode parecer, a princípio, um drama para os alunos e um peso para os professores. Mas em Belo Horizonte (MG), o Programa Escola Integrada tem mostrado que passar mais tempo no colégio é uma boa estratégia para alunos, educadores e comunidade. Criado em 2006, ele amplia a carga de quatro horas e meia para nove horas, promove a interação entre escola e sociedade e amplia as possibilidades de aprendizado.

Segundo a coordenadora do programa, Neuza Maria Santos Macedo, o projeto inicial previa a participação de apenas sete escolas. Hoje, 80 das 171 instituições de ensino fundamental da capital mineira participam do Escola Integrada, totalizando 19 mil alunos com idades entre seis e 14 anos. Até o fim de 2009, a previsão é de atendimento a 30 mil crianças do ensino fundamental da rede municipal.

De acordo com Neuza Maria, o programa oferece oficinas de esporte, cultura e lazer para os estudantes, além de acompanhamento escolar e uma maneira diferente de passar os conteúdos em sala de aula. “Como exemplo, temos a matemática lúdica e a matemática com o jogo de xadrez. É um atrativo para o aprendizado”, explica.

O programa conta com a participação de instituições de ensino superior, governo municipal, e organizações não governamentais. A ponte entre essas entidades e a escola é feita por um professor comunitário, que coordena as atividades. Estudantes universitários elaboram e participam de projetos, voluntariamente, em uma espécie de estágio. Os alunos não utilizam apenas o espaço físico da escola. Eles passam a frequentar parques, bibliotecas públicas e a fazer atividades dentro da própria comunidade, com acompanhamento pedagógico.

A professora comunitária Ana Paula Pego, da Escola Municipal Ulysses Guimarães, conta que seus alunos trabalham em conjunto com a comunidade e conseguem fazer mudanças com pequenas ações. “A via por onde eles passavam para chegar à escola era feia, as casas estavam sem reboco. Como as crianças adoram pintar, fizemos uma parceria com um artista plástico da cidade e demos uma cara nova para o local”, diz.

LEIA MAIS

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/conteudoJornal.html?idConteudo=515

Escola Integrada

26 set
  1. Nayara Says:
    setembro 19th, 2012 at 20:59 editInteressante, mas acho que nesse site seria mais interessante as noticias das Escola Integrada de BH, tem tanta coisa interessante e boa que vale a pena mostrar.Fica a dica. Muito bom.

Naiara: sua dica é muito boa. Como poderemos ter acesso a essas experiências? Dê-nos as dicas ou mande para nós para postagem

Cinova@uol.com.br

  1. Rayane Says:setembro 19th, 2012 at 19:01 edit/É preciso que haja mais investimentos na educação integral, para que assim, as escolas aumentem não apenas o nivel de conhecimento de seus alunos, mas que tambem melhorem a qualidade de vida das crianças, tornando assim o futuro dos mesmos ainda mais brilhantes.
  2. Jéssica Santos Says:setembro 19th, 2012 at 19:14 edit/A escola integrada atua como modelo para as crianças , pois pode ir muito além de seus muros e ocupar também as ruas e bairros da cidade. É iniciativa muito boa para todos.
  3. Camila Codognotto Says:setembro 19th, 2012 at 19:51 edit/Desenvolver um projeto como a escola integrada é muito bom para o crecimento do conhecimento das crianças, porque ela ultrapassa o espaço de sala de aula e trabalha com a multidisciplinaridade dos professores. A escola integrada, também explora os espaços regionais e cria uma relação do aluno com o ambiente estudado.
  4. Irani Says:setembro 24th, 2012 at 21:09 edit/ As intenções são boas, porém ao menos aqui em BH, eu trabalho em uma escola municipal, o que percebo é que realmente a infra-estrutura é insuficiente, falta treinamento para os profissionais que atuam na área, ou seja, o investimento não condiz com a intenção.

Vocês têm razão, há necessidade de melhorar a proposta e de chegar a um ensino de qualidade. Mas o caminho está aberto, depende do município e também depende dos professores!