Arquivo | junho, 2011

Na semana de provas, vale descontrair…

29 jun

http://tvuol.uol.com.br/#view/id=coisas-de-cachorro-04028C9A326ACCB91326/mediaId=11735252/date=2011-06-24&&list/type=editor/

La,lá,la…Arnaldo Antunes, em Grão de Amor… “misture alma e coração”…

http://www.youtube.com/watch?v=rYloK0DJ5pY&feature=related

 El Coro del Metropolitan Ópera House de Nueva York, interpreta Va Pensiero de la ópera Nabucco de Verdi, en 2002.
http://www.youtube.com/watch?v=DzdDf9hKfJw&feature=related

Novo Plano Nacional de Educação (PNE-2011-2020)

28 jun
A Confederação Nacional dos Municípios (CNM) apresentou estudo nesta quinta-feira sobre o impacto financeiro do Plano Nacional de Educação (PNE) nas contas municipais.  O novo PNE estabelece 20 metas educacionais que o País deverá atingir na próxima década. O documento está em tramitação na Câmara dos Deputados. O investimento adicional dos municípios seria, portanto, R$ 17,6 bilhões.
O PNE prevê que até 2020 50% das crianças com menos de três anos sejam atendidas em creche. Hoje, esse percentual não chega a 20%. Os municípios precisariam investir R$ 9,9 bilhões para cumprir a meta. O plano também estabelece que a matrícula na pré-escola, para crianças de 4 e 5 anos, seja universalizada até 2020. Isso significa, segundo a CNM, incluir mais 1 milhão de alunos na rede de ensino, com custo adicional de R$ 700 milhões às prefeituras, além da complementação do Fundeb. Outra mudança prevista no plano é a de que 50% das escolas do ensino fundamental ofereçam ensino em tempo integral. A ampliação da jornada, modelo que hoje atende aproximadamente 10% dos alunos das redes municipais, teria um custo de R$ 30,9 bilhões, com participação de R$ 7 bilhões dos municípios.

 

Enquanto isso, no Blog Educação em pauta …

27 jun

Nesta semana foi lançado um estudo chamado Sonho Brasileiro. Nele, foram entrevistados, de maneira quantitativa e qualitativa, milhares de jovens brasileiros com idades variando de 18 a 24 anos. Os resultados com relação à educação mostraram a preocupação e a conscientização do jovem com relação ao ensino nacional.
Confira esta notícia completa e outros assuntos no blog das revistas Profissão Mestre e Gestão Educacional. Clique aqui para acessar
http://profissaomestreegestaoeducacional.blogspot.com/2011/06/jovens-brasileiros-acreditam-na.html

Uma escola diferente: Umei de Águas Claras

27 jun

 Dia 15/06, a turma do PDM5, que cursa  Estágio Curricular I, acompanhada da Profª Conceição Passos foi visitar uma escola diferente situada  no Barreiro de Baixo, na Vila Pinho, à Unidade Municipal de Educação Infantil de Águas Claras(Umei A.C.), que recebe crianças  que apresentam vulnerabilidade social.

As alunas do curso de Pedagogia foram recebidas pela diretora Vânia e a coordenadora Márcia Cabral e tiveram a oportunidade de trabalhar oficinas pedagógicas com crianças de 3, 4 e 5 anos de idade. As futuras pedagogas confeccionaram brinquedos pedagógicos que doaram à escola. Assistiram um teatro apresentado por alunos de curso de Educação Física. Foram momentos gratificantes!

A Umei  A.C. mantém parceria com uma Ong italiana, que lhe dá suporte e apóia-se na Região de Reggio Emília, na Itália, que  constitui a fonte de inspiração para todo o trabalho, lá desenvolvido, e baseia-se na defesa do direito da criança. O que foi visto na escola é compromisso, trabalho, dedicação. A Umei aplica  a pedagogia da escuta, do diálogo, da observação da criança, através de seus pequenos  gestos e movimentos.  O que a criança quer falar, mesmo quando ainda,  não sabe pronunciar uma  só palavra. Cria ambientes e espaços propícios para o desenvolvimento da criança.

 A escola desenvolve uma grande sensibilidade da criança pela arte, como uma forma de ampliar o seu olhar e todo o trabalho  tem sentido e intencionalidade. Toda  aprendizagem desenvolvida é significativa. A Umei é lugar de pesquisa e experimentação, desenvolve a metodologia de projetos.

Parabéns, Umei A.C.! Que você sirva de exemplo e inspiração para muitos educadores!

Trabalho sobre Bullying (PDN8)

17 jun

 

No dia 09/06/2011 as alunas Ana Paula Pereira, Eliane da Silveira, Fabiana Cândido, Izabel Santos, Silvany Pereira e o aluno Thiago de Freitas do 8º período da turma de Pedagogia/ Noite fizeram uma apresentação de trabalho sobre o tema Bullying e a Violência.  O Bullying é um termo utilizado para descrever atos de violência  física ou psicológica, intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo (do inglês bully, “tiranete” ou “valentão”) ou grupo de indivíduos com o objetivo de intimidar  e  agredir outro indivíduo (ou grupo de indivíduos) incapaz (es) de se defender.

Uma pesquisa realizada em 2010, com 5.168 alunos de 25 escolas públicas e particulares, revela que as violências típicas do bullying são comuns entre alunos da 5ª e 6ª séries.

Após este trabalho, concluímos que o bullying é constante nas nossas escolas, e que, apesar do fenômeno ser conhecido, sua existência é raramente admitida. O bullying tende a ser considerado um fenômeno a esconder, pois admitir a sua existência é uma ação de coragem. As vítimas permanecem na escuridão, escondidas do mundo, enquanto os agressores raramente são acompanhados e auxiliados a superar este problema.

Disciplina da Profa. Eliurde

Imagem

Globalização…

16 jun

Imagem

Obrigada por comentar!

14 jun