O absurdo das crianças tarja preta

29 abr

Atenção, senhores pais, professores, médicos e psicólogos: talvez seus filhos, alunos ou pacientes estejam tomando desnecessariamente remédios tarja preta contra o chamado déficit de atenção. Há muito já se fala em abuso da medicação para enfrentar o baixo desempenho escolar.

Estão saindo estudos que dizem que, em vários casos, existe um erro de diagnóstico. Pesquisadores ligados à escola de medicina de Harvard, especializados em sono, alerta: muitas crianças e adolescentes, medicadas contra o distúrbio de atenção, sofreriam, na verdade, de déficit de sono crônico. E, com isso, demonstrariam os mesmos sintomas de déficit de atenção.

O problema de insônia está relacionado a uma série de fatores, como dificuldade de respiração e uso excessivo de aparelhos eletrônicos antes de dormir. Não significa que não exista o problema de déficit de atenção. Significa que muitas crianças e adolescentes estão sendo erradamente medicadas com remédios tarja preta.

Não é à toa que algumas escolas, atentas a essas pesquisas, estão recomendando que as aulas comecem mais tarde, respeitando o relógio biológico dos adolescentes.

Gilbert Dimenstein – Folha de São Paulo 29/04/13

Gilberto DimensteinGilberto Dimenstein ganhou os principais prêmios destinados a jornalistas e escritores. Integra uma incubadora de projetos de Harvard (Advanced Leadership Initiative). Desenvolve o Catraca Livre, eleito o melhor blog de cidadania em língua portuguesa pela Deutsche Welle. É morador da Vila Madalena.

5 Respostas to “O absurdo das crianças tarja preta”

  1. Poliana Roberta da Costa abril 29, 2013 às 9:24 pm #

    Precisamos prestar muita atenção aos sinais que os nosso alunos apresentam na escola, eles modem ser desatentos, agitados entre outros sinais, mas em alguns casos podem ser interpretados como déficit de atenção ou imperatismo. Tem que existir uma parceria entre escola, familia e médicos para não interpretar sintomas erroneamente e acabar prescrevendo para as crianças médicamentos fortes como os de traja preta, podendo ocasionar outros problemas. Temos que prestar atenção em nossas crianças!

  2. Elizangela Pereira maio 2, 2013 às 1:50 pm #

    O mais importante nessa história é o acompanhamento dos pais,pois eles iram observar o desempenho de seus filhos, evitando o medicamento para não se tornarem reféns dessa necessidade.

  3. Milenna Trindade Leal Sant'Ana maio 3, 2013 às 12:29 am #

    Nossa! Realmente, as decisões referentes a educação, família e saúde, estão inegavelmente ligadas, por isso, ambos devem se ajudar! Os diagnósticos devem ser analisados por todas essas esferas, para propor uma solução, não um problema maior.

  4. Ludmila maio 22, 2013 às 2:49 pm #

    É muito importante que pais e responsáveis estejam atentos aos seus filhos, é preciso que antes de tomar qualquer tipo de atitude ao ver seu filho com algum déficit de atenção, antes o encaminhe a algum acompanhamento médico.

  5. JULIANA setembro 6, 2013 às 11:11 pm #

    A participação da família interfere muito na vida de uma criança; deixamos de observar a parte mais importante de uma criança:seu sentimentos e quando observamos deixamos de lado ; com isso surge os grandes problemas . Devemos diagnosticar antes.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: