`Barco escola` deve qualificar dois mil alunos em cinco cidades do AM

13 mar

Do G1 AM – G1 Globo.com – 13/03/2013 – Rio de Janeiro, RJ

O projeto de educação `barco-escola Samaúma` vai percorrer os municípios de Carauari, Guajará, Eirunepé, Maraã e Japurá, no Amazonas, para levar qualificação profissional a pessoas de baixa renda. Os nomes dos municípios foram definidos pela Federação das Indústrias do Estado do Amazonas e divulgados nesta terça-feira (12).

De acordo com o diretor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI Amazonas), que coordena as atividades, Antonio Silva, a instituição dissemina o conhecimento profissionalizante de forma flexível, visando atender também jovens e adultos que residem no interior do Estado, longe do amplo acesso à qualificação da capital.

“Promovemos o ensino profissional itinerante com a equipe de multiprofissionais do Samaúma que conta com oito instrutores do SENAI, marinheiros, administrativo e comandante. Nossa meta em 2013 é qualificar dois mil alunos nos 17 cursos que o barco-escola oferecerá nos municípios que irá aportar”, disse o diretor.

Com a chegada da unidade fluvial do SENAI, os moradores de municípios ribeirinhos passam a ter a oportunidade de aprender uma profissão. A instituição oferece cursos nas áreas da construção civil, confecção do vestuário, panificação, mecânica de motocicleta e motores a diesel, marcenaria, informática entre outras ocupações.

A programação dura cerca de dois meses em cada cidade. Os cursos são disponíveis embarcados, nos laboratórios internos do barco-escola, e desembarcados, em salas e espaços cedidos pela prefeitura atendida.

Os interessados devem procurar as Secretarias Municipais de Educação e Assistência Social de sua cidade para realizar a matrícula. Toda a programação levada pelo Samaúma às margens dos rios da Amazônia é gratuita e conta com a parceria da Petrobras e prefeituras atendidas.

Nenhuma resposta to “`Barco escola` deve qualificar dois mil alunos em cinco cidades do AM”

  1. Nayara Caroline Rodrigues Santiago março 13, 2013 às 6:46 pm #

    Iniciativa muito interessante e proveitosa, levar educação, ensinamentos e oportunidades a pessoas que precisam.
    Essa matéria mostra como uma boa ideia é capaz de mudar vidas, pessoas de baixa renda, já sem nenhuma expectativa consegue ver uma luz no fim do túnel com oportunidades como essa.Chances de profissionalizar-se e obter uma vida melhor.

  2. Roberta Cecília março 13, 2013 às 6:51 pm #

    Educação sem fronteiras…estou maravilhada ao ler essa reportagem, pois vemos que ainda existem comunidades que necessitam ter acesso a educação e o projeto Barco Escola acredito que veio para melhorar e facilitar esse acesso, dando oportunidade de trabalho para jovens e adultos para que possam garantir uma vida melhor através dos estudos.

  3. Ludmila Coutinho da Silva março 13, 2013 às 7:57 pm #

    Adorei essa reportagem, pois nos mostra que ainda existem pessoas que querem levar a educação adiante, não importa em que local será, o importante é que crianças saem de lá alfabetizadas. Esse projeto veio para ajudar e contribuir para aquelas crianças que ainda não tem acesso a escola, a terem a oportunidade de aprender, facilitando, assim, a oportunidade de um emprego.

  4. Valeria Barbosa março 13, 2013 às 8:54 pm #

    Gostei muito deste artigo, penso que é isso mesmo que deve acontecer a Educação ir de forma criativa e dinâmica ao encontro dos alunos que não tem possibilidades de ir ao seu encontro por falta de possibilidades e meios.

  5. Emmanoel março 14, 2013 às 10:37 am #

    Infelizmente, o descaso com algumas regiões brasileiras é histórico. É necessário projetos e intervenções, que catalisem o processo educacional. A iniciativa anunciada, sem dúvida alguma é de grande validade, pois são regiões de enorme carência no contexto da educação.

  6. Jéssica março 15, 2013 às 8:26 am #

    É de grande importância, esse incentivo que está sendo dado a pessoas que antes não teriam nenhuma oportunidade de se profissionalizar, é uma força a mais para que eles possam crescer e ter uma profissão. São iniciativas assim que fazem o país crescer levando a educação a quem não tinha acesso.

  7. Luana Simões março 16, 2013 às 11:57 am #

    É triste ver que ainda nos dias atuais a educação é tão precária… mas fico feliz de ver que mesmo em câmera lenta novas propostas e oportunidades vem surgindo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: