Mundo precisa de mais 1,7 milhão de professores, diz ONU

8 out

EcoDesenvolvimento – Terra Educação – 06/10/2012 – São Paulo, SP

São necessários mais 1,7 milhão de professores para atingir a educação primária universal até 2015, um dos oito Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) estabelecidos pelos países signatários da ONU há 12 anos. O alerta foi feito na sexta-feira por várias agências das Nações Unidas, como Unesco, Unicef e Pnud, a fim de marcar o Dia Mundial dos Professores. O documento defende o treinamento adequado de professores e à garantia dos direitos dos docentes, incluindo salários justos e a valorização da igualdade e da autonomia profissional.

A Unesco ressalta que não pode haver ensino de qualidade sem docentes competentes e motivados. Para marcar a data, a agência da ONU lançou uma estratégia para 2012-2015, que busca diminuir a falta de professores (sobretudo na África Subsaariana), melhorar a qualidade do ensino e promover debates globais sobre educação.

Anúncios

Nenhuma resposta to “Mundo precisa de mais 1,7 milhão de professores, diz ONU”

  1. Danielle V outubro 9, 2012 às 9:08 am #

    Para que essa meta seja conquistada, realmente é necessária a valorização desse profissional o professor. Mas isso pode ocorrer com a mudança de mentalidade de nossos politicos e do nosso povo reconhecendo a educação como uma ferramenta para mudanças em todas as esferas da nossa sociedade.

  2. Mariana outubro 10, 2012 às 7:08 pm #

    A realidade é triste e a tendência é piorar, não é facil a escolha da profisão de professor, alem de ser uma atitude autruista como mencionou o professor da Florida, é uma profissão muito desvalorizada tanto financeiramente, como socialmente. Acredito que viveremos uma escassez para que retomemos a valaorização deste profissional tão importante e que pode mudar não so as estaticas, mas transformar vidas, influenciar pessoas e envolver sociedade. Que não precisemos chegar aos extremos para valorizar-mos este profissional, como todos os demais!

  3. irani outubro 10, 2012 às 7:22 pm #

    Enquanto o professor for desvalorizado moralmente e financeiramente, além de agredido verbalvemente e fisicamente dentro da escola, a vontade de adentrar na profissão será menor, porque além de vocação eé necessário gostar de ensinar, mas dentro das condições precárias as quais são submetidos todos os dias, nos desmotivam cada dia mais.

  4. Luana Ferreira outubro 10, 2012 às 8:06 pm #

    A questão educacional encontra-se em crise mundial, devido a desvalorização não apenas do profissional docente mas também pela desvalorização da educação no contexto geral. Infelizmente a realidade não animadora consciste em uma gama de fatores que desistimulam os jovens a escolher pela carreira do magistério.Enquanto não houver políticas que busquem a inversão deste quadro não haverá interessados em investir seus ideias na educação.

  5. Raquel outubro 12, 2012 às 8:11 pm #

    Para que essa meta seja realizada, realmente é necessária a valorização desse profissional que é o professor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: