Início da polêmica sobre o conteúdo das obras de Monteiro Lobato

25 set

Início da polêmica

Em outubro de 2010, o uso do livro de Monteiro Lobato se tornou o centro de uma polêmica sobre as obras literárias que poderiam fazer parte do cotidiano das crianças brasileiras. O Conselho Nacional de Educação (CNE) publicou um parecer recomendando que os professores tivessem preparo para explicar aos alunos o contexto histórico em que foi produzido, por considerarem que há trechos racistas na história.

A primeira recomendação dos conselheiros (parecer nº 15/2010) era para não distribuir o livro nas escolas. Escritores, professores e fãs saíram em defesa de Monteiro Lobato . Com a polêmica acirrada em torno do tema, o ministro da Educação à época, Fernando Haddad, não aprovou o parecer e o devolveu ao CNE , que então mudou o documento, recomendando que uma nota explicativa – sobre o conteúdo racista de trechos da obra – fizesse parte dos livros.

Anúncios

Nenhuma resposta to “Início da polêmica sobre o conteúdo das obras de Monteiro Lobato”

  1. Regislane Cristina outubro 4, 2012 às 12:52 am #

    Em “Caçadas de Pedrinho” de Monteiro Lobato, há sinais de racismo em alguns trechos. É evidente que naquela época não havia discursos sobre as questões dos variados preconceitos, mas visto que este livro é utilizado nos dias de hoje pelo Ministério da Educação (MEC), faz-se necessário repensar esse vocabulário referindo-se a Tia Nastácia. É certo que nem todos os professores estão preparados para esclarecer esse assunto em sala.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: