Críticas a escolas unem blogueiras mirins do Brasil e da Escócia

3 set

BBC Brasil – Agência Brasil – 03/09/2012 – Brasília, DF

Embora uma esteja em Argyll, na Escócia, e a outra em Florianópolis, no Brasil, as meninas , de 9 anos, e Isadora Faber, de 13, têm muito em comum. Tímidas, porém questionadoras, as duas sonham em ser jornalistas e chamaram a atenção da mídia ao criticar as escolas onde estudam em blogs na internet, cobrando das autoridades soluções para os problemas.

A convite da BBC Brasil, as duas blogueiras mirins trocaram vídeos contando mais sobre a experiência pessoal de cada uma. Martha ficou feliz em saber que serviu de inspiração para Isadora. `Bom trabalho! Aposto que você também vai inspirar muitas outras crianças ao redor mundo!`, disse a escocesa no vídeo. Ainda no final de abril, a escocesa criou o blog Never Seconds (Nunca Repetir o Prato, em tradução livre), criticando a pouca quantidade e baixa qualidade da merenda em sua escola. Além de apontar que alguns alimentos não eram saudáveis, Martha dizia que muitas vezes chegava em casa ainda com fome. Na época, a BBC Brasil entrevistou o pai da menina, Dave Payne, trazendo a história para o público brasileiro.

Na capital de Santa Catarina, Eduarda Faber, de 15 anos, leu a reportagem na internet e mostrou para a irmã mais nova. Conhecida na família por seu lema `tacar o horror`, Isadora, que desde muito antes já dizia que pretende trabalhar como repórter, se inspirou na ideia e logo enxergou a possibilidade de expandir o projeto. `Se ela falou das merendas e deu resultado, vou falar também de outras coisas, porque minha escola tem mais problemas`, foi a reação da garota, relembra a mãe, Mel Faber.

Por ser mais nova, Martha divulgou as fotos das merendas em um blog montado e mantido com a ajuda do pai. Já a pré-adolescente brasileira criou sozinha a página `Diário de Classe: A Verdade` no Facebook, com fotos de bebedouros e ventiladores quebrados, uma quadra sem cobertura e até um pedido para que um professor fosse substituído.

`Estamos no Brasil, as coisas podem ser mais difíceis`, aconselhou a mãe. `Mas mesmo assim ela embarcou na ideia e seguiu firme`, conta. Dias depois, após sites de notícias, jornais e programas de TV darem destaque ao assunto, o governo local anunciou a troca do professor e uma série de reformas foram iniciadas na escola. Como boa jornalista, Isadora está de olho e vem postando fotos das obras que incluem pintura da escola, novos banheiros, instalação de novas portas e até de um telefone público novo.

O blog da escocesa Martha foi lido por quase 8 milhões de pessoas em quatro meses e a página da brasileira Isadora no Facebook, em pouco mais de um mês já conquistou quase 200 mil seguidores. Martha também conseguiu o que queria. Seu blog virou notícia não só na Grã-Bretanha mas em diversos países, e sobretudo nos Estados Unidos e na Austrália, muitas crianças copiaram a ideia. `Sei que também há projetos semelhantes na França, Alemanha e na Nova Zelândia`, diz Dave. `Mas a maioria foca no assunto das merendas. A página da Isadora é a primeira a tratar de tantos assuntos, em um lugar tão longe, e sem dúvida é a que rendeu mais repercussão até agora`, acrescenta o pai da menina.

Tanto a escocesa quanto a brasileira, no entanto, tiveram que se manter firmes diante de represálias dentro e fora da escola. `Os professores apoiavam, mas o conselho de educação da região não gostou e acabou retaliando`, diz Dave. Em junho, o conselho de Argyll decidiu que a menina não poderia mais postar fotos de merendas em seu blog e proibiu os professores de comentarem o assunto em sala de aula. A página da catarinense entrou no ar no dia 13 de julho, mas só ganhou repercussão nacional esta semana.

Leia no Facebook: “Diário de Classe”

http://www.oajundiai.com.br/pessoas/midias_sociais/isadora-faber-coragem-para-denunciar-no-face-a-escola

Anúncios

Nenhuma resposta to “Críticas a escolas unem blogueiras mirins do Brasil e da Escócia”

  1. Irani setembro 3, 2012 às 10:15 pm #

    É interessante quando nos deparamos com notícias deste porte, ou seja, crianças usando a internet de forma crítica, melhor ainda aqui no Brasil também.

  2. Laura setembro 4, 2012 às 7:43 pm #

    É muito importante desenvolver nas crianças esse olhar crítico!!!!!

  3. Mariana setembro 5, 2012 às 6:57 pm #

    Bacana a iniciativa destas adolescentes, primeiro pelo senso critico, por buscar apoio na familia e por usaraem a internet como um fim diferente e influenciador! Muito boa esta iniciativa que servam de exemplo e que possa realmente surtir efeito.

  4. Jéssica Santos setembro 5, 2012 às 7:22 pm #

    Muito boa essa iniciativa das menianas, pois várias escolas hoje estão em péssimo estado de conservação e de alguma forma precisamos chamar a atenção para melhorias em beneficio do alunos.

  5. Fernanda Vieira setembro 5, 2012 às 7:24 pm #

    Impressionante a vontade lutar pelos seus direitos e pelos direitos dos outros, pois foi exatamente o que as duas meninas fizeram.

  6. danielle setembro 5, 2012 às 7:28 pm #

    Uma nova forma de denunciar e comunicar sendo utilizada pelas crianças.Hoje os pais devem orientar e compartilhar das ideias dos filhos antes que sejam colocadas na internet.

  7. Carla setembro 5, 2012 às 7:29 pm #

    É muito interessante pensar que crianças e adolescentes já tomam iniciativas tão bacanas no intuito de receber melhorias para as escolas onde estudam.

  8. Michelle setembro 5, 2012 às 7:29 pm #

    Acho muito importante a iniciativa das crianças, uma vez que as cobranças são feitas aos governantes e nada se é feito, e ainda por cima divulgam otimos resultados da educação nacional. Essa é uma forma de chamar atenções das autoridades, e de revindicar os direitos de todos. Os resultados já provam que é uma forma satisfatoria de fazer o ensino acontecer como é idealizados nas propagandas eleitorais. Parabéns as crianças…Essas sim serão o futuro do pais.

  9. Camila setembro 5, 2012 às 8:20 pm #

    Acho muito interessante, pois a internet tem sido um ótimo vínculo para as pessoas manifestarem aquilo que tem sido encomodo para elas de forma social. A iniciativa das meninas é uma forma de mostrar, como muitas vezes as necessidades das escolas são deixadas de lado. Acredito na luta delas, e também em uma nova mudança, porém é preciso cuidado e principalmente apoio dos adultos responsáveis para que essas crianças que se expoem possam se resguardar de ameaças.

  10. Franciane outubro 4, 2012 às 8:29 pm #

    Acho muito interessante pois mostra que ate a propria internet é alvo para denuncias mesmo que seja da escola…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: